terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Com celular e acesso à internet; detento do presídio de Santa Cruz reclama de chaveiro e preços de alimentos na unidade prisional

Nesta terça-feira (19), começou a circular nos grupos de WhatsApp um vídeo gravado por um detento no interior do presídio de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco.
No vídeo um detento com o rosto parcialmente encoberto com uma camisa branca, critica o diretor da unidade, detona um chaveiro de nome "branco" e diz que alguns internos estão sofrendo extorsão, com preços abusivos de alimentos e água, além de confessar que leva “porrada” se não pagar pelo que consome. Em tom de ameaça de uma possível rebelião, o detento diz que vai arruaçar.
Nesta mesma terça-feira, a Polícia Militar do 24° BPM (Batalhão de Polícia Militar) e agentes penitenciários realizaram uma revista na unidade e aprenderam vários materiais; como celulares, carregadores, facas artesanais, entorpecente, cachimbos para o uso de drogas e demais objetos. 

Apesar das ameaças de uma rebelião a qualquer momento, a direção não se pronunciou sobre o vídeo e as fotos que mostram marcas de supostas agressões no corpo de um dos prisioneiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário