segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Policial do GATI é assassinado com tiro na cabeça durante ocorrência

Na noite do domingo (28), um policial militar do efetivo do GATI (Grupo de Apoio Tático Itinerante) do 17º BPM foi morto com um tiro na altura da cabeça, na Rua Carla Antônia, em Itapissuma, Região Metropolitana do Recife. 

Segundo informações da polícia, o Cabo Valmir Valdeci dos Santos, de 41 anos, foi acionado para uma ocorrência de disparo de arma de fogo que teria atingido um morador na Comunidade Cidade Criança. Ao chegar à comunidade, o PM foi surpreendido pelo criminoso, Klebson Ferreira Lemos, vulgo “Kiko”, de 32 anos de idade, que efetuou um disparo de revólver calibre 38. 

Após praticar o crime, “Kiko” tentou fugir, mas foi detido e levado para o DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. A arma utilizada no crime também foi levada ao DHPP e lá o assassino foi ouvido pelo delegado de Polícia Civil, Dr. Adyr Almeida e autuado em flagrante pelo crime de homicídio qualificado (contra agente de segurança).

Ainda segundo a polícia, o acusado de cometer o crime, era um segurança que dias trás foi detido por porte ilegal de arma de fogo e por vingança atirou em um PM aposentado que fez a denúncia e matou o cabo do GATI. 

A MORTE DO PM:

O Cabo Valdeci foi socorrido na UPA 24h (Unidade de Pronto Atendimento) de Igarassu, em seguida, foi transferido para o Hospital Miguel Arraes, de lá foi transferido e encaminhado ao Hospital da Restauração, na área Central do Recife, onde morreu após sofrer duas paradas cardíacas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário