segunda-feira, 20 de março de 2017

Cadáver de vaqueiro é encontrado com faca cravada no pescoço, na zona rural de Santa Cruz do Capibaribe

Na manhã do último sábado (18) o corpo de um homem foi encontrado em avançado estado de putrefação, em uma área de vegetação localizada no Sítio Cacimbinha, próximo ao distrito de Poço Fundo, zona rural de Santa Cruz do Capibaribe.

Segundo informações da Polícia, o corpo de Manoel Alves de Almeida, popularmente conhecido como (Mané vaqueiro), de 42 anos de idade, apresentava perfurações causadas por arma branca e estava com uma faca peixeira cravada no pescoço. Possivelmente a vítima estava caçando quando aconteceu o crime, já que ao lado do corpo tinha uma espingarda tipo soca-soca e um bisaco.

A polícia acredita que o crime aconteceu na última quinta-feira (16) e antes do crime houve luta corporal entre o vaqueiro e o assassino. Após o levantamento cadavérico, o corpo foi encaminhado para o IML (Instituto de Medicina Legal) da cidade de Caruaru.

Suspeito

Um homem identificado apenas por (Jeová), de vulgo (Negão/Tchau pro louro), de 45 anos de idade, que trabalhava com a vítima numa fazenda, é o principal suspeito de assassinar (Mané vaqueiro).

De acordo com parentes, o suspeito desapareceu da fazenda na quinta-feira, cuja data que aconteceu o crime. Ainda segundo familiares, o suposto assassino chegou a confessar que teria feito uma besteira e desapareceu.

Policiais civis da 21° DPH (Delegacia de Polícia de Homicídios) segue investigando o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário